sexta-feira, 9 de abril de 2010

A Compulsão dos Sábios


Na psicologia, dentre todo o estudo do comportamento humano, tem também as curiosas compulsões comportamentais. Atos obsecivos, que vão desde uma pessoa altamente consumista até um outro perturbado por sexo. Razões estas tais e dentre outras, incidem drasticamente sobre a personalidade do indivíduo e no seu meio social. Hoje o transtorno compulsivo é tratado como uma das principais doenças psicológicas no mundo.

Contudo, refletindo sobre isso, pensei comigo que engraçado seria uma compulsão por conhecimento. Porventura, seria esta, ironicamente, uma “doença” benifica. Afinal, quem dera se todos tivessem sede por conhecer e entender as coisas. E não somente aceitar e balançar a cabeça, feito o filho da jumenta, que carrega Jesus nas costas, mas não o vê (João 12.15).

Repetir, meramente aceitar, e sobretudo sem entender as palavras que o pastor ou pregador disse, não é nenhuma novidade no meio igreja, no meio do povo de Deus. Nos tempos de Jesus a situação era pior. A maioria das pessoas na Palestina eram analfabetas, e mal tinham acesso às escrituras, e de fato, se deixavam levar por toda doutrina ensinada pelo sacerdotes, ou mestres fariseus. E como diz o ditado “a ocasião faz o ladrão”, a circunstância era propícia para pessoas mal-intencionadas tomarem vantagem em cima do povo.

A questão é que, hoje a maior parte da população mundial é alfabetizada, inclusive o Brasil, que é um a país de maioria cristã, e possui uma taxa de alfabetização de 89% (IBGE/2007). Contudo, mesmo assim a situação da Igreja não muda muito em relação com ao povo do início do século I. Vejo multidões dentro da Igreja se deixando levar por todo o vento de doutrina, e assim por consequência, caindo nas redes de ideologias diabólicas de falsos pastores. E passam anos dentro de uma igreja, sem procurar a aprofundar-se nas Escrituras e no conhecimento de Deus, as vezes abrindo a Bíblia só na igreja, tornam-se assim presas manipuláveis por estes pregadores mal-intencionados.

O profeta Oséias mesmo disse “O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento” (Oséias 4.6). A Igreja por estar dentro de uma civilização mais avançada intelectualmente a aquele povo dos tempos antigos, não a faz melhor ou mais preparada, se não buscar intensamente o conhecimento na palavra de Deus, e esta firme na mesma.

Sei que não é o termo mais adequado, mas “bem-aventurados” os que tem compulsão por conhecimento…

“Medita estas coisas; ocupa-te nelas, para que o teu aproveitamento seja manifesto a todos.” 1 Timóteo 4.15

Graça e paz,
Giovani Mariani

0 comentários :

Postar um comentário

Sua opinião é importante.
-Não Publicamos Criticas de anonimos. Quer criticar? identifique-se!

- Não use "CAIXA ALTA"

- Antes de comentar, tenha certeza de que você entendeu o que acabou de ler, para que possa fazer um comentário relevante e dentro do contexto.

-Posts com ofensas a usuários e ao blog não serão publicados.

Para os "Crentássos alienados"
-Se você vier com aqueles papinhos de "Não toqueis no ungido do Senhor"! Segue nossa resposta prontinha pra você.
http://oproponente.blogspot.com/2010/01/nao-toqueis-no-ungido-do-senhor.html

Comente e volte para ver a resposta.
Obrigado pela visita