quarta-feira, 10 de março de 2010

O Pseudo-avivamento do movimento gospel.

Por Renato Vargens



Volta e meia eu recebo emails de pessoas dizendo que estão experimentando um avivamento em suas igrejas. Segundo estes, os sinais que confirmam o derramamento do Espírito Santo são sobrenaturais, como sapateado, profecias, revelações, dentes de ouro, e muito mais. Infelizmente em nome de uma espiritualidade saudável muitos têm cometido verdadeiras aberrações. Sei da história de gente que urinou nos quatros cantos da cidade, derramou de um helicóptero óleo ungido em uma favela do Rio de Janeiro, fez voto de nazireu raspando a cabeça, enterrou bíblias nos extremos do Brasil, além de cometer inúmeros atos de loucura espiritual.

No meu livro “ Cristianismo ao gosto do freguês” eu afirmo que experimentamos hoje um sério apagão teológico, onde os mais variados distúrbios doutrinários são observados. Unção do riso; unção do leão; unção apostólica; crentes de segunda classe; troca de anjo da guarda; arrebatamento ao 3º céu; festa dos sinais; night gospel song; sal grosso pra espantar mal olhado; maldições hereditárias; encostos; óleo ungido pra arrumar namorado; sessões do descarrego; “paipóstolos”, monarcas da fé, coronéis apostólicos, música para o diabo, atos proféticos descabidos e burrificados, dentre tantas outras coisas mais, tornaram-se infelizmente marcas negativas dessa geração que afirma que vivencia e experimenta um genuíno avivamento.

Diante do exposto pergunto: Qual o significado bíblico do termo Avivamento?



No Antigo Testamento:


O verbo hebraico hyh (avivar) tem o significado primário de "preservar" ou "manter vivo". Porém, "avivar" não significa somente preservar ou manter vivo, mas também purificar, corrigir e livrar do mal. Esta é uma conseqüência natural em toda vez que Deus aviva. Na história de cada avivamento, dentro ou fora da Bíblia, lemos que Deus purifica, livra do mal e do pecado, tira a escória e as coisas que estavam impedindo o progresso da causa.

No Novo Testamento:



Encontramos no Novo Testamento grego um conjunto de palavras que expressam o conceito básico de avivamento. São elas: 'egeíro, 'anastáso, 'anázoe e 'anakaínoo. Outras palavras gregas comparam o avivamento ao reacender de uma chama que se apaga aos poucos (cf. 'anazopyréo em 2 Tm 1.6) ou uma planta que lança novos brotos e "floresce novamente" (cf. 'anaphállo em Fp 4.10). No Novo Testamento grego as palavras supracitadas aparecem, no contexto de avivamento, apenas sete vezes, embora a idéia básica de avivamento seja sugerida com mais freqüência. Uma possível explicação para o uso escasso dos termos, em comparação ao Antigo Testamento, é que o Novo cobre apenas uma geração, durante a qual a Igreja Cristã desfrutou, na maior parte do tempo, um grau incomum de vida espiritual.

II - O que não é avivamento bíblico:

1-Avivamento não é um programa agendado pela igreja.
2- Avivamento não é mudança doutrinária.
3- Avivamento não é mudança litúrgica.
6- Avivamento não é uma visão dicotomizada da vida.
7- Avivamento não é uma campanha de evangelização.
8- Avivamento não é a pregação de ênfases legalistas.
9- Avivamento não é a manipulação do poder de Deus através de sensacionalismo.
10- Avivamento não é a celebração de números extraordinários dos que entram pela porta da frente da Igreja.
11- Avivamento não é um modismo ou uma ênfase exagerada de um determinado tópico.
12- Avivamento não é colocar aquilo que chamamos de “sintologia” acima da Palavra de Deus.

Razões que impedem o surgimento de um genuíno Avivamento:

1- O esquecimento do lugar de oração.
2- A falta de intensidade e fervor na oração.
3-O relaxamento da leitura da Palavra de Deus.
4- Aquilo que denomino de pseudo-espiritualidade-maturidade que está relacionada na maioria das vezes a aquilo que o cristão tece quanto a sua estatura de fé.
5- O afastamento da comunhão dos Santos.
6- A consciente desobediência a Deus e a sua Palavra.
7- Dar lugar a carne e as suas paixões.
8- O conformismo com este século.
9- Negociar aquilo que não pode ser negociado.
10- Orgulho, independência e a soberba.
11- O Amor ao mundo e as coisas que há no mundo.
12- A falta de temor a Deus.
13- O desconhecimento de um Deus extremamente poderoso que operou, opera e continuará a operar poderosamente na história dos homens.

Definindo Avivamento:

1- Avivamento é fruto exclusivo da ação do Espírito Santo na vida gente.
2- Avivamento é o arrependimento que não gera legalismo.
3- Avivamento é refrigério no Senhor.
4- Avivamento é o Espírito Santo enchendo um corpo preste a tornar-se um cadáver.
5- Avivamento é o antídoto para a apostasia.
6- Avivamento é fruto de oração, suor e lágrimas. Avivamento é o arrependimento que nos leva a reforma.
7- Avivamento é pentecostes e não pentecostalismo

O famoso pregador Charlles Spurgeon costumava dizer:


"Necessitamos urgentemente de um avivamento da devoção pessoal. Este é, sem dúvida, o segredo do progresso da igreja. Se os crentes perdem a sua firmeza, a igreja é arremessada de um lado para o outro. Quando eles permanecem firmes na fé, a igreja continua fiel ao seu Senhor. O futuro da igreja, nas mãos de Deus, depende de pessoas que na realidade são espirituais e piedosas. Oh! que o Senhor levante mais homens genuinamente piedosos, vivificados pelo Espírito Santo, consagrados ao Senhor e santificados pela verdade! Irmãos, cada um de nós precisa viver, para que a igreja continue viva. Temos de viver para Deus, se desejamos ver a vontade do Senhor prosperar em nossas mãos. Homens consagrados tornam-se o sal da sociedade e os salvadores da raça humana."

Além disso, Spurgeon ansiava pelo avivamento de antigas doutrinas:

"Queremos um avivamento das antigas doutrinas. Não conhecemos uma doutrina bíblica que, no presente, não tenha sido cuidadosamente prejudicada por aqueles que deveriam defendê-la. Há muitas doutrinas preciosas às nossas almas que têm sido negadas por aqueles cujo ofício é proclamá-las. Para mim é evidente que necessitamos de um avivamento da antiga pregação do evangelho, tal como a de Whitefield e de Wesley. As Escrituras têm de se tornar o infalível alicerce de todo o ensino da igreja; a queda, a redenção e a regeneração dos homens precisam ser apresentadas em termos inconfundíveis."

Renato Vargens

http://renatovargens.blogspot.com/2010/03/o-pseudo-avivamento-do-movimento-gospel.html

1 comentários :

  1. Julio, a Paz do Senhor!

    Estava navegando e cheguei aqui em seu blog, seguindo noticias. Já estou te seguindo.

    Meu nome é Paulo Cesar Amaral e meu blog é o PC@maral

    http://blogdopcamaral.blogspot.com

    Te convido a fazer uma visita e quem sabe até seguir tambem.

    Te espero lá e que Deus te abençoe!

    ResponderExcluir

Sua opinião é importante.
-Não Publicamos Criticas de anonimos. Quer criticar? identifique-se!

- Não use "CAIXA ALTA"

- Antes de comentar, tenha certeza de que você entendeu o que acabou de ler, para que possa fazer um comentário relevante e dentro do contexto.

-Posts com ofensas a usuários e ao blog não serão publicados.

Para os "Crentássos alienados"
-Se você vier com aqueles papinhos de "Não toqueis no ungido do Senhor"! Segue nossa resposta prontinha pra você.
http://oproponente.blogspot.com/2010/01/nao-toqueis-no-ungido-do-senhor.html

Comente e volte para ver a resposta.
Obrigado pela visita